Cases de Sucesso

Espaço Recicle Coqueiros | Florianópolis/SC

A gestão e o gerenciamento de resíduos sólidos vêm passando por uma intensa transformação no Brasil, fruto da latente necessidade por melhorias ambientais e da recente aprovação da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), lei federal 12.305/2010, cujos objetivos preenchem uma grande lacuna legislativa no Brasil, dando suporte para que a gestão ambientalmente adequada dos resíduos sólidos possa se concretizar.

Responsabilidade compartilhada; Logística Reversa; Aumento da coleta seletiva; Educação ambiental; Erradicação dos lixões; Inclusão de cooperativas de reciclagem são apenas alguns dos importantes tópicos abordados na lei 12.305 e, dentre as diversas estratégias a serem utilizadas para conquista dos objetivos estabelecidos na mesma, os Pontos de Entrega Voluntária (PEV) de resíduos reutilizáveis e recicláveis configuram-se como alternativas viáveis, principalmente em regiões com coleta seletiva ainda incipiente e vem sendo amplamente incentivados dentro dos acordos setoriais para implementação dos sistemas de logística reversa.

Através do projeto ESPAÇO RECICLE, a NOVOCICLO implantou, operou e geriu um Ponto de Entrega Voluntária em Florianópolis, localizado no bairro de Coqueiros, entre os anos de 2010 e 2012.  O projeto contou com forte apelo educacional e sistema de incentivo para os participantes que acumulavam pontos em um cartão e trocavam por recompensas – materiais produzidos por artesões e empresas locais, sendo a grande maioria com produtos reciclados em sua composição – garantindo a boa adesão dos participantes.

Em menos de 1 ano o projeto já contava com 1600 famílias cadastradas, atingindo 2400 ao final do segundo ano com um volume de entrega de resíduos que incrementava em 43%, na média, o volume coletado pela coleta seletiva municipal na área de abrangência, sendo que alguns meses atingiu mais de 70% (figura 1).

Ao todo, foram mais de 350 toneladas com uma média de 12 toneladas/mês de resíduos sólidos recicláveis entregues pelos participantes. A área de abrangência, identificada pelo perfil dos participantes, apresentou um raio de ação muito grande, atingindo diversos bairros. No entanto, o principal raio de ação ocorreu em uma distância de até 3 km, onde habitam 70% dos participantes. Cerca de 100 famílias cadastradas residiam a mais de 25 km do PEV, indicando forte adesão ao modelo proposto de reciclagem, fortalecido com o sistema de incentivos.

Além dos pontos já citados, ressalta-se a qualidade dos materiais entregues, fruto da valorização dos resíduos – onde cada tipo de material tem o seu valor atrelado à respectiva pontuação, incentivando os participantes a entregarem separados e limpos – e do forte apelo educativo com orientação permanente à população pelos agentes ambientais que operam o PEV. A tabela a seguir apresenta a composição dos resíduos entregues no ESPAÇO RECICLE e compara com outras fontes, ficando evidente a menor geração de rejeitos que, somado com o trabalho de triagem e organização, conferiram valores de venda dos resíduos cerca de 30% superiores aos valores praticados no início do projeto.

O projeto além dos benefícios educacionais e econômicos, na medida que aumenta o volume da coleta seletiva, conferindo menores necessidades de investimentos por parte dos municípios, integra as cooperativas de reciclagem, atendendo o disposto na lei federal 12.305, conforme é o caso do projeto realizado no Complexo do Alemão.

 

Referências Bibliográficas

MOHEDANO, Et. Al. Estudo de caso de um ponto de entrega voluntária de resíduos com programa de fidelização e recompensas, em Florianópolis – SC, Brasil. Revista Conexão Academia, ano II, v.4, 39-45, 2013.

BRASIL. Lei n. 12.305, de 2 de agosto de 2010. Institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos; altera a Lei no 9.605, de 12 de fevereiro de 1998; e dá outras providências.

CEMPRE – Compromisso Empresarial Para Reciclagem – Pesquisa Ciclosoft 2010. Disponível em: http://www.cempre.org.br/ciclosoft_2010.php Acesso em: 10 de fevereiro de 2011.

CARVALHO, C.L.; ROSA, D. S. Gestão e caracterização dos resíduos plásticos domésticos recicláveis oriundos de posto de entrega voluntária. Revista Brasileira de Aplicações de Vácuo, v. 24, n. 1, 43-48, 2005          .

Postado dia: 5 de August de 2015
Por: Novociclo Ambiental


Solicite a visita de um de nossos consultores AQUI

arroba Para mais informações
contato@novociclo.com.br
(48) 3025-1134
place  

Endereço
R. Cônego Bernardo, 100
Sala 704 – Trindade
Florianópolis – SC
88036-570

 

Outros cases de sucesso

Conheça mais

Está na hora de para de usar plástico?
Número de cidades que atendem a PNRS no Brasil ainda é pequeno.
Condomínio Lixo Zero – Programa Sustentar Band
Tecidos são a próxima fronteira da reciclagem
Informativo: Resíduos Orgânicos
Você pratica a Responsabilidade Compartilhada?
O que fazer com toners?
Reciclagem e Uso de Programas de Fidelidade na Gestão de Resíduos
Uso racional da água
5 formas de economizar aplicando uma gestão eficiente dos resíduos
Dúvidas frequentes – série perguntas
Restaurantes Lixo Zero